Prazo para aditar contratos do FIES é prorrogado

O Ministério da Educação (MEC) publicou ontem, no Diário Oficial da União, portaria que prorroga o prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o dia 30 de junho.
Em nota, o ministério afirmou que "o compromisso do governo federal é o de garantir que todos os estudantes façam o aditamento", por meio do portal do Fies.
A pasta informou que 100 mil alunos ainda não tinham concluído o processo de aditamento até a última terça.
O Fies oferece cobertura da mensalidade de cursos em instituições privadas de ensino superior, a juros de 3,4% ao ano. O estudante começa a quitar o financiamento 18 meses após a conclusão do curso.

O programa acumula 1,9 milhão de contratos em mais de 1,6 mil instituições.
Para maiores informações acesse o link http://sisfiesportal.mec.gov.br/.

Fonte: Exame

Curso à distância ensina LIBRAS utilizando as tecnologias

As pesquisas relacionadas ao ensino da Libras são bastante recentes comparadas as língua orais. Pensando em fomentar estas pesquisas e contribuir para a inclusão das novas tecnologias nas práticas de ensino, foi planejado o curso: "Ensino da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Mediado por Tecnologias de Informação e Comunicação", embora o curso já tenha uma estrutura, o intuito será criar uma comunidade de aprendizagem, portanto, além das discussões teóricas em relação ao tema, será essencial a contribuição de cada discente para que o curso possa atingir o objetivo. Daremos preferência na matrícula a profissionais que já atuam no ensino da Libras e a estudantes de LIBRAS que almejam futuramente atuar na docência.

Curso: "Ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) mediado por Tecnologias de Informação e Comunicação"
Início: 15/06/2015 (os discentes selecionados receberão um e-mail neste dia)
Duração: 03 meses
Modalidade: Totalmente à distância pela plataforma moodle.
Inscrições: Todos podem fazer a inscrição, no entanto, dependendo do número de inscritos será dada preferência para profissionais que já atuam com o ensino da Libras.

Certificado: Após o término, caso seja do interesse do participante, será fornecido um certificado de 180 horas, após uma taxa de 60 reais.


Projeto "Andar juntos" integra meio ambiente e cultura

Os estudantes do 6º C, 8º D e 9º C da Escola Estadual Cel. José Alves Ribeiro, localizada em Aquidauana, participaram da culminância do Projeto interdisciplinar “Andar Juntos”, idealizado pela professora de Arte, Branca Mendes de Oliveira, em parceria com o Centro de Estudos em Áreas Protegidas e Desenvolvimento Sustentável – CEMAP, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS, Unidade de Aquidauana.
Organizados em três grupos, orientados por monitores do CEMAP e acompanhados por professores de Ciências da Natureza, Língua Portuguesa, Produções Interativas, Matemática, Geografia e História, também a intérprete e a professora de apoio, os estudantes participaram de dinâmicas e cada turma percorreu um trajeto diferenciado. O 6º C visitou o Sítio Arqueológico do CEPA, antigo CERA; o 8º D e o 9º C se revezaram no percurso da Trilha Interpretativa Projeto Tamanduá, parando no Mirante para contemplação do bioma local.

Ao retornarem à sede do CEMAP, os estudantes preencheram um questionário avaliativo, participaram de recreação e encerraram a tarde com um lanche. A experiência foi bastante positiva, proporcionando interação entre os participantes, conhecimento in loco de particularidades da região localizada entre os biomas Cerrado e Pantanal, além de estimular a valorização do meio ambiente e do patrimônio cultural regional. 




Fonte: EE CEJAR

Confira os melhores apps para ajudar nos estudos

Se você está cursando o terceiro ano do ensino médio ou ainda, deseja entrar para uma boa faculdade, é preciso estudar (e muito). Conquistar uma boa colocação no Enem, por exemplo, necessita horas de estudo por dia, com bastante dedicação e esforço. Porém, para não ficar naquela mesmice de estudo em livros e apostilas, há diversos aplicativos que ajudam a aprimorar seus estudos. Selecionamos alguns apps que podem te ajudar nessa.
Confira:

Duolingo
Se você está se preparando para prestar o vestibular, esteja ciente que terá uma prova em língua estrangeira – normalmente inglês ou espanhol. Por isso, mesmo que você já tenha conhecimento em uma das essas línguas, é sempre bom dar uma estudada. Um ótimo aplicativo para isso é o Duolingo, bastante conhecido na App Store e Play Store.
O app, oferecido gratuitamente e sem anúncios, começa com exercícios básicos que vão evoluindo conforme seu nível no aprendizado. A cada erro nas questões, você perde corações, mas avança ao completar unidades e marca seu progresso a cada conquista.

Peak
Este aplicativo, disponível gratuitamente para Android e iOS, não é um ajudante nos estudos propriamente dito. O Peak é um jogo que ajuda você a melhorar suas habilidades de memória, foco, solução de problemas, agilidade mental e linguagem, o que contribui para seu desempenho em sala de aula.
São mais de 17 jogos dentro do app, que oferecem dificuldades adaptativas e dinâmicas, desafios, exercícios personalizados e metas diárias. Ou seja, todo dia você terá que ter um tempinho para se dedicar ao Peak.

Carta Celeste
Está estudando ou curte astronomia? O Carta Celeste pode ser um ótimo aliado. O aplicativo disponível para Android e Windows Phone, oferece uma experiência bastante interessante de observação das estrelas, fazendo uso de bússola, GPS, acelerômetro e giroscópio do seu dispositivo.
O Carta Celeste é capaz de calcular em tempo real a localização de todos os planetas e estrelas visíveis, mostrando de forma precisa onde eles se encontram no céu noturno. É possível ainda descobrir o nome de mais de 120 mil estrelas, explorar o sistema solar em 3D, ver todas as 88 constelações, chuvas de meteoro, cometas, satélites, catálogo Messier, entre outros.

Dicionário Priberam
Para a alegria de muitos, não é mais preciso ver as mais de 2 mil palavras de um dicionário por exemplo, para descobrir o significado de uma palavra. Há vários apps de dicionário para smartphones e tablets. O famoso Priberam, para Android, iOS e Windows Phone, oferece 16 dicionários integrados em um único aplicativo: 4 dicionários de português contemporâneo (português do Brasil e português de Portugal, com e sem Acordo Ortográfico) e 12 dicionários de tradução.

Guia do Estudante
O app Guia do Estudante da Abril Comunicações, oferece alguns recursos para você se preparar para o futuro profissional como, agenda vestibular, faculdades para você escolher, guia de profissões e teste vocacional para ajudar a descobrir qual a carreira ideal. O aplicativo é oferecido para dispositivos Android e iOS.

Gabaritar
Oferecido na App Store e na Play Store, o Gabaritar também é um app focado em vestibulares. O aplicativo oferece a criação de múltiplos planos de estudo (caso você esteja estudando para vários concursos diferentes com conteúdos distintos), registro de suas horas de estudo, acesso a milhares de questões, resolução de simulados e acompanhamento de seu desempenho.

Agenda do Estudante

Exclusivo do Android, o app Agenda do Estudante se destaca pela interface agradável no estilo Material Design. Como o próprio nome indica, o aplicativo agenda diariamente seus horários escolares, e é capaz também de guardar informações importantes sobre provas, trabalhos e compromissos.

Fonte: Eu testei

Por que o Chrome usa tanta memória RAM?

Você já deve ter se perguntado, se é fã do serviço do Google, por que ele usa tanta memória RAM.
O Chrome divide cada atividade sua dentro dele em um processo separado - por isso há tantos. Cada vídeo, plugin e aba ganha o seu espaço exclusivo, ao contrário do que acontece em outros navegadores. Com isso, se algum serviço falha não é toda a sua navegação que cai - apenas esse serviço específico. Então preste bastante atenção no tanto que você exige do navegador.
Também há uma feature do Chrome chamada prerender. Ela serve pra carregar suas páginas mais rápido - mas exige uma boa quantidade de RAM para funcionar.

Mas usar o RAM é bacana
Vamos lembrar para que o RAM existe: para guardar coisas na memória de curto prazo do computador. Com isso, ele recupera dados mais rapidamente e funciona melhor. E essa memória funciona da mesma forma que a sua - se você não recupera a lembrança rapidamente, o cérebro joga as 'inutilidades' fora. Então se o RAM não está sendo usado... bem, qual é o ponto mesmo?
O problema é que se o RAM fica cheio constantemente e acaba atrasando seu sistema todo. Se você exije mais do que seu RAM pode oferecer ele vai começar a trocar essa memória de curto prazo pelo seu hard drive, que é muito mais lento.
Então o negócio é o seguinte: é ok o Chrome usar bastante RAM. O problema é se você usa MAIS RAM do que seu computador pode oferecer as coisas vão começar a ficar lentas.

3 passos para controlar o uso de RAM
Você percebeu que o Chrome está, sim, usando mais RAM do que seu computador permite. Seguem alguns passos para te ajudar a aproveitar melhor o espaço que você tem:

1. Feche o que está gastando mais RAM
Ok, óbvio. Mas você sabe ver isso no próprio Chrome? Pressionando o Shift+Esc você abre o Task Manager do navegador que oferece uma visão precisa do que está gastando mais seu RAM. Talvez você perceba que deve fechar uma das abas fixadas ou que aquela extensão parada em seu browser não precise estar instalada.

2. Desligue o flash e outros plugins automáticos
Em vez de mostrar o conteúdo em flash (que usa uma boa quantidade de RAM) automaticamente, desligue a função e mostre apenas o conteúdo que interessa para você. Para fazer isso digite chrome:plugins na área de endereço, ache o Flash ou outro plugin que está atrasando a sua vida e clique em 'desativar' no link sob a página. No caso do flash ocê receberá a opção de ver o conteúdo que quiser clicando com o botão direito sob suas janelas. E, em sites como o YouTube, que você sabe que irá usar o Flash, dá para adicionar exceções rodar o plugin automaticamente - também pelas configurações do Chrome.

3. Use extensões que liberam a memória

O The Great Suspender 'descarrega' páginas que estão inativas há muito tempo - elas ainda estarão em sua barra de abas, mas demorarão mais tempo para serem carregadas. O One Tab faz a mesma coisa - porém manualmente. Ou seja, você indica que abas não vai usar por algum tempo.

Fonte: Galileu

Conheça o Pasteasy - o "copie" e "cole" digital

video

O Pasteasy é um aplicativo que ajuda o usuário a passar trechos de textos, fotos, links e screenshots do desktop para o smartphone apenas copiando em um aparelho e colando no outro.
Para usá-lo, o usuário deverá instalar o app no seu computador e no seu smartphone. O aplicativo para iOS custa U$ 1,99, a versão para Android sai por R$ 5,95. O Pasteasy para desktop é gratuito e está disponível para Mac e Windows.
Após instalar os programas, o usuário deverá abrir o aplicativo no smartphone para configurar a conexão entre os aparelhos. O computador e o smartphone devem estar conectados à mesma rede. Cada um dos aparelhos irá gerar um QR Code. Para fazer a conexão, o usuário deverá usar a câmera do celular para escanear o código gerado.

O Pasteasy irá concluir a conexão e criar uma lista dos aparelhos cuja área de transferência será compartilhada. É possível colocar mais de dois aparelhos na mesma conexão. Dessa forma, o último item copiado em qualquer um deles poderá ser colado nos outros.

Fonte: Catraca Livre

Vale Universidade terá edição inédita de Inverno

O Governo de Mato Grosso do Sul lançou ontem a 1ª Edição de Inverno do Programa Vale Universidade, que vai disponibilizar de forma inédita novas vagas.  O anúncio foi feito pela vice-governadora e secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Rose Modesto, no Palácio Popular da Cultura, durante o 1° Encontro Estadual dos Acadêmicos Beneficiários dos Vale Universidade e Vale Universidade Indígena, que reuniu acadêmicos de Aquidauana, Campo Grande, entre outros municípios do interior, além de Reitores de universidades.
O Programa Vale Universidade foi instituído como Lei em 2009, mas já existia em gestões anteriores. O objetivo maior é auxiliar os estudantes já matriculados em instituições do ensino superior que não possuem renda para custear as mensalidades. Em contrapartida o acadêmico deve dispor-se a estágio com 4 horas diárias, 5 dias na semana, em órgãos públicos e OnGs.
Hoje, o programa atende 1.467 alunos em universidades e faculdades de todo o Mato Grosso do Sul. O governo do Estado custeia 70% do valor da mensalidade; 20% é de responsabilidade da instituição de ensino e 10% é a contrapartida para os alunos. Além de entidades privadas, o programa também atende acadêmicos de universidades públicas com repasse de valor para despesas do estudante. O valor é calculado pela média da mensalidade do curso em outras universidades.

Cronograma
O processo seletivo de inverno estará aberto entre os dias 3 de julho a 3 de agosto. No dia 5 de agosto, será divulgada a lista de pré-habilitados e entre os dias 10 a 13 de agosto, o acadêmico deve apresentar a documentação exigida.
Para candidatar-se ao Vale Universidade, o acadêmico deve estar matriculado em instituição de ensino no Estado que tenha convênio com o programa. Em MS, a grande maioria das instituições está conveniada com exceção dos cursos à distância.

O aluno deve ter renda individual máxima de R$ 1.448,00 enquanto a familiar não pode ultrapassar R$ 2.896,00. A lista de documentos será disponibilizada em edital nos dias apontados para inscrição no site: www.sedhast.ms.gov.br.

Fonte: SEDHAST

26º Encontro Estadual de Educação será em junho



A Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar (OMEP) realizará entre os dias 4 e 6 de junho, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, o 26º Encontro Estadual de Educação, este ano com o tema “Crie e Recrie Percepções e Ações”, para proporcionar o intercâmbio entre instituições de ensino, oferecer capacitação aos participantes e, ainda, agregar na prática pedagógica.
Durante os três dias de evento serão desenvolvidas diversas ações como palestras, oficinas, rodas de conversas, apresentações de painéis e artigos.  A secretária de Estado de Educação Maria Cecilia Amendola da Motta é uma das palestrantes e falará sobre “Professor, gestão e as políticas públicas para formação continuada”, no dia 5/6, às 15h45.
Os eixos temáticos desta edição são: Valorização do tempo de criação (crianças e professores); Formação de professores (reflexões e ações); Cultura, diversidade e direitos humanos (des/construção); Prática pedagógica e sua relação com a teoria (percepções); Professor, gestão e políticas públicas (criação).
Entre os especialistas em Educação que estão confirmados para ministrar as palestras, também temos Débora Araújo Seabra de Moura, a primeira pessoa com síndrome de Down a se formar no magistério, em nível médio, no Brasil; a secretária de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul, professora Maria Cecília Amendola da Motta; o doutor João Augusto Bertuol Figueiró; o docente da Universidade Federal de Uberlândia (MG) Luiz Eduardo Rodrigues Gasperin; a consultora em Formação Pedagógica, professora Marina Rosa de Sampaio Bragança; a especialista em educação especial, professora Zuleide Borges Chaves; as docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Lúcia Monte Serrat Alves Bueno e Maria Celene de Figueiredo Nessimian; a docente do Instituto Montessoriano, Giane Fonseca Bifon; a professora do Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação de Mato Grosso do Sul, Graziela Cristina Jara Pegolo dos Santos, a professora da OMEP/BR/MS Eliene Souza Tiago e a professora do Colégio ABC/MS Shara Silva Martins.
 

Mais informações sobre o encontro estão disponíveis no site www.omep.org.br

OMEP - A Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar (OMEP) é uma entidade filantrópica que foi criada em 1948 e se ocupa de todos os aspectos relacionados ao cuidado e à educação de crianças de 0 a 5 anos.

Fonte: SED/MS e OMEP/BRASIL

Rede de ensino terá material à prevenção de violações



O Ministério da Educação fornecerá material educativo à rede de ensino para difundir boas práticas de prevenção de violações de direitos humanos na internet. O acordo consta de portaria interministerial assinada no último dia 07 de maio, pelo ministro Renato Janine Ribeiro e pela ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti.

O material será elaborado por grupo de trabalho que terá a participação de instituições federais de educação superior. Além disso, será criado um programa pedagógico sobre o tema, a ser aplicado na rede de ensino, sempre com apoio de professores e pais.

A portaria foi assinada na manhã desta terça-feira, na cerimônia de lançamento do Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos na Internet, que contou com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff. O pacto, batizado de #HumanizaRedes, tem o objetivo de criar um ambiente on-line livre de preconceitos. O pacto permitirá o mapeamento e a apuração de denúncias feitas on-line, as quais serão encaminhadas à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, à Ouvidoria da Igualdade Racial e à Ouvidoria da Mulher, dependendo de cada caso, com especial atenção para a proteção de crianças e adolescentes.

“Como extensão de nossa vida real, esse mundo virtual da internet deveria também ser regido pelas mesmas regras éticas, comportamentais e de civilidade que queremos que ocorram na sociedade e no dia a dia, mas não é o que vem ocorrendo”, disse a presidenta. No Brasil e em âmbito internacional, lembrou Dilma, as redes sociais têm sido palco de manifestações de caráter ofensivo, preconceituoso e de intolerância. “Por prezarmos a liberdade e a democracia, queremos uma internet que, ao assegurar a livre expressão de opiniões, compartilhe respeito e fortaleça direitos e deveres.”

Na página do pacto na internet, os cidadãos contam com uma ouvidoria sobre direitos humanos, a primeira em âmbito virtual no país. As denúncias são encaminhadas aos provedores de internet e ao Disque 100, serviço mantido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Além dos ministros Renato Janine Ribeiro e Ideli Salvatti, o pacto foi assinado pela ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci; pela ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Gomes; pelo ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, e pelo ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini.

O ato ainda contou com a assinatura de um termo de cooperação entre os órgãos federais envolvidos e a Associação Brasileira de Internet (Abranet) para a divulgação do #Humaniza Redes e dos canais de denúncia de violações de direitos humanos na internet.

Fonte: MEC

Edital ao ENEM será publicado na próxima segunda



O #Enem2015 será realizado nos dias 24 e 25 de outubro próximo. 
Medidas para reduzir a abstenção, ampliar a segurança e dar mais tranquilidade aos participantes são os destaques constantes do edital do exame, que será publicado na segunda-feira, 18. 
As inscrições, pela internet, serão abertas às 10h do dia 25 e se estenderão até as 23h59 de 5 de junho próximo, pelo horário oficial de Brasília.

Fonte: MEC

 
Núcleo de Tecnologia Educacional - Aquidauana/MS © 2012 | Designed by Cheap TVS, in collaboration with Vegan Breakfast, Royalty Free Images and Live Cricket Score